Primeiro fundo 100% em Bitcoin do Brasil é aprovado pela CVM

Foto: Pxhere

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) aprovou a criação do primeiro fundo 100% lastreado em Bitcoin do Brasil.

Desse modo, a gestora QR Asset Management, lançou nesta quinta-feira o primeiro fundo com alocação integral em Bitcoin do Brasil, o chamado QR BTC MAX FIM IE.

Com gestão passiva e investimento mínimo de R$ 50 mil, o fundo será espelhado na rentabilidade do bitcoin e, portanto, não cobrará taxa de performance dos clientes.

O produto inaugura, no Brasil, o investimento na principal criptomoeda do mercado de modo regulado e com as melhores práticas de custódia institucional, com taxa de administração de apenas 0,9% ao ano.

Com expectativa de alcançar um patrimônio líquido de R$100 milhões, nos primeiros 12 meses, o fundo já está disponível para aplicação em um primeiro momento no site da QR Asset e na plataforma Órama.

O QR BTC Max compra bitcoins diretamente em corretoras estrangeiras reguladas em seus países de origem. Essa inovação, trazida pela QR Asset ao mercado, está em consonância com as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que permitem que um fundo 100% alocado em bitcoin com esse desenho esteja aberto aos investidores qualificados, e não apenas aos investidores profissionais.

Bitcoin

Além de se apresentar como uma forma simples e segura para investidores se exporem de forma passiva ao bitcoin, o fundo se posiciona como nova opção de diversificação de portfólio em um cenário de baixo retorno dos investimentos de renda fixa, perspectiva de inflação e desvalorização de moedas fiduciárias.

Fonte: cointelegraph

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *